DR. CARLOS VINICIUS BUARQUE DE GUSMÃO

(11) 4210-0576     (11) 94499-0781    contato@ortopedistajoelho.com.br


Siga-nos

  

RIO DE JANEIRO - Livros, caderno, dicionário e estojo. Isso parece o suficiente para os alunos levarem diariamente às escolas. Mas crianças e adolescentes não limitam suas bolsas escolares a apenas esses itens. Diários, bonecas, chaveiros, bonés e até tênis costumam rechear as mochilas da garotada. O resultado disso é o excesso de peso e os consequentes problemas posturais ou até osteomusculares. O coordenador de Ortopedia da Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil (Sesdec), Marcelo Patrício de Oliveira, alerta para os prejuízos à saúde causados pelo excesso de peso carregado por crianças e adolescentes diariamente.

A maneira como carrega a bolsa ou mochila ao longo dos anos pode afetar a criança que está na fase da formação óssea. O peso em excesso pode ocasionar deformidades na coluna vertebral (escoliose, cifose, lordose, entre outros), distensões musculares e tenossinovites (inflamação do tendão e da camada que o cobre) em pescoço e ombros. Para evitar esses problemas, o ideal é que a mochila não ultrapasse 10% do peso corporal. Ela não pode ser maior que as costas da criança e deve ser carregada nos dois ombros, dividindo o peso. – destaca Marcelo.

De acordo com a Lei nº 2772, de 1997, o peso máximo total do material escolar transportado diariamente por alunos do pré-escolar não pode ultrapassar 5% do peso da criança. Já para o aluno do 1º grau o peso deve ser de até 10% do peso corporal. O material que exceder o peso máximo permitido deverá ficar guardado em armários fechados individuais ou coletivos nas escolas.

O especialista da Sesdec alerta ainda que não são apenas as crianças que podem ser prejudicadas pelo excesso de peso. Com o advento do laptop e outros equipamentos eletrônicos, o peso carregado por jovens e adultos também acaba excedendo o limite considerado razoável. As bolsas das mulheres também podem representar um grande perigo, principalmente as grandes, carregadas em um ombro só. – A sobrecarga incorreta na coluna acarreta danos articulares, ósseos e musculares. O excesso de carga e o ajuste incorreto de qualquer equipamento não escolhem idade. A melhor opção seria utilizar bolsas e mochilas de rodinhas. Mas também é muito importante investir desde cedo em atividades físicas que ajudam a manter a postura correta e evitar problemas na coluna, joelhos e quadris, que sofrem com a sobrecarga. – enfatiza o coordenador de ortopedia da Sesdec. Para quem já carregou muito peso e começa a notar os prejuízos à saúde, o coordenador de Ortopedia da Sesdec sugere que busque avaliação médica com ortopedistas que poderão indicar fisioterapia, medicamentos para os sintomas e o eventual uso de órteses.

O atendimento ortopédico ambulatorial e de reabilitação inicial pode ser obtido em postos de saúde da rede básica. Dicas para evitar danos causados por mochilas:

Carregue somente o necessário;

A bolsa escolar não deve ultrapassar 10% do peso da criança ou adolescente;

A mochila não deve ser maior que as costas da criança ou adolescente;

As mochilas devem estar na altura dos ombros;

As alças das mochilas devem ser utilizadas nos dois ombros;

As mochilas devem ter tiras largas e acolchoadas, pois as estreitas podem causar compressão nos ombros, gerar dor e restringir a circulação;

A organização da mochila deve privilegiar a utilização de todos os seus compartimentos, de modo que os objetos mais pesados se encontrem no centro e mais próximos das costas;

Verifique os horários de aulas e leve os livros apenas para a aula do dia;

Evite cadernos de espiral grosso, com muitas folhas, tente optar por cadernos individuais para cada dia da semana;

Se possível, opte pelas mochilas de rodinhas;

Procure um ortopedista para avaliar como está o crescimento e a formação da coluna e do corpo como um todo.

Fonte: http://www.suort.com.br/

Fale Comigo

R. Dona Adma Jafet , 115, Bela Vista - 01308-050 - Hospital Sírio-Libanês - São Paulo

Telefone:   (11) 4210-0576                (11) 94499-0781

E-mail: contato@ortopedistajoelho.com.br

ou preencha o formulario em nossa página de contato

Siga-nos

  

Newsletter

Assine nossa newsletter e mantenha-se bem informado.