DR. CARLOS VINICIUS BUARQUE DE GUSMÃO

(11) 4210-0576     (11) 94499-0781    contato@ortopedistajoelho.com.br


Siga-nos

  

Devo me preocupar com o diagnóstico de condromalácia patelar?
Conheça a Síndrome da dor Patelofemoral

Você se identifica com 3 ou mais itens do quadro abaixo?

 

DOR NO JOELHO


Não se machucou

Dói para subir ou descer escada

Dói quando agacha

Dói no dia seguinte à atividade física

Incomoda para dirigir ou quando fica muito tempo sentado

Não tem febre

O joelho não está quente

Caso afirmativo, você tem 45% de chance de ter CONDROMALÁCIA PATELAR 1.

Condromalácia patelar é o amolecimento da cartilagem que reveste o osso da patela. Porém, não se sabe se o amolecimento da cartilagem trará algum problema pra você no futuro. Por isso, não podemos afirmar que a condromalácia patelar é uma DOENÇA, nem que devemos TRATAR a condromalácia 2-3.

Apesar disso, a cartilagem pode sofrer lesões, chamadas de CONDROPATIAS, que podem causar problemas futuros dependendo do tamanho, profundidade e localização da lesão. As condropatias, sim, devem ser avaliadas para definir a possibilidade de um tratamento.

Entretanto, a maioria das condropatias não dói porque a cartilagem não possui fibras de neurônios sensitivos. As condropatias só provocam dor quando são tão profundas que atingem o osso da patela3. Você poderia me perguntar: “Se a condropatia superficial não dói, e eu não tenho nenhuma outra alteração no joelho, por que meu joelho dói?”

RESPOSTA: Existem mais de 20 músculos e tendões relacionados com o movimento do joelho. O movimento de qualquer articulação do corpo é chamado de BIOMECÂNICA. O mau funcionamento de um ou mais músculos provoca desbalanço na biomecânica do joelho, gerando dor nessa articulação. O distúrbio da biomecânica do joelho resulta na SÍNDROME DA DOR PATELOFEMORAL 4.

O DIAGNÓSTICO da síndrome da dor patelofemoral é obtido através do exame físico realizado por um ortopedista. Não há necessidade de exame complementar, por exemplo, radiografia, ressonância, etc. Nessa síndrome, o exame complementar serve somente para afastar outras lesões (ex.: lesão de cartilagem, meniscos).

O TRATAMENTO da síndrome patelofemoral é feito com fisioterapia e exercícios específicos após a identificação dos músculos e tendões com distúrbio de sua função.

Não deixe de procurar seu ortopedista de confiança para obter o diagnóstico correto e tratamento adequado.


1. Pihlajamäki HK, Kuikka PI, Leppänen VV, Kiuru MJ, Mattila VM. Reliability of clinical findings and magnetic resonance imaging for the diagnosis of chondromalacia patellae. J Bone Joint Surg Am. 2010;92(4):927-34.

2. Joensen AM, Hahn T, Gelineck J, Overvad K, Ingemann-Hansen T. Articular cartilage lesions and anterior knee pain. Scan J Med Sci Sports. 2001;11(2):115-9.

3. Elson DW, Jones S, Caplan N, St Clair Gibson A, Stewart S, Kader DF. Clinically insignificant association between anterior knee pain and patellofemoral lesions which are found incidentally. Knee. 2013;20(6):471-5.

4. Netter FH, Atlas de Anatomia Humana, 2ª Ed, Editora Artmed, 2003.

 

Fale Comigo

R. Dona Adma Jafet , 115, Bela Vista - 01308-050 - Hospital Sírio-Libanês - São Paulo

Telefone:   (11) 4210-0576                (11) 94499-0781

E-mail: contato@ortopedistajoelho.com.br

ou preencha o formulario em nossa página de contato

Siga-nos

  

Newsletter

Assine nossa newsletter e mantenha-se bem informado.