Downloader.la-6421af3c5d568

Desvendando o conceito de células-tronco

As células-tronco são células que, diferentemente das outras células do nosso organismo, possuem grande capacidade de auto-renovação, proliferação e diferenciação, podendo dar origem a diversos tipos de tecidos (ex.: cartilagem, osso, músculo).

Não só isso, as células-tronco são capazes de controlar o funcionamento de outras células, e isso é muito útil em situações em que há excesso de inflamação, como as tendinites. Nesse tipo de situação, a célula tronco pode ajudar a controlar o excesso de inflamação.

É como se as células-tronco fossem maestros numa orquestra e orientam como cada componente da orquestra deve tocar seu instrumento para que a música seja produzida em harmonia.

Quais são os tipos de células-tronco?

Existem três tipos de células tronco: as células-tronco embrionárias, as células-tronco adultas e as células-tronco induzidas em laboratório.

Células-tronco embrionárias

As células-tronco embrionárias são células pluripotentes, com capacidade de se transformar em qualquer tipo de célula adulta. Elas são encontradas no embrião, apenas quando este se encontra no estágio de blastocisto, logo após a fecundação. Essas células possuem capacidade de se diferenciar em mais de 216 tipos de células do corpo humano.

Células-tronco adultas

As células-tronco adultas são células chamadas de multipotentes, são encontradas principalmente na medula óssea e no tecido adiposo (gordura), mas cada órgão do corpo humano possui uma quantidade dessas células, pois são utilizadas na regeneração celular quando você sofre uma lesão, por exemplo uma fratura ou uma lesão muscular. Elas podem se dividir para gerar uma célula nova .
Essas células que são utilizadas para fins terapêuticos na ortopedia.

Células-tronco induzidas

As células-tronco induzidas são células pluripotentes produzidas em laboratório a partir de técnicas de biologia molecular que reprogramam células adultas, retiradas da pele.

O processo de reprogramação se dá através da inserção de um vírus contendo alguns genes, estes genes se inserem no DNA da célula adulta, como, por exemplo, uma da pele, e reprogramam o código genético.

Assim, as células voltam ao estágio de uma célula-tronco embrionária e possuem características de auto-renovação e capacidade de se diferenciarem em qualquer tecido.

Tratamento com células-tronco na ortopedia

A terapia com células-tronco é uma alternativa da medicina para atuar em diversas doenças ortopédicas visto que essas células, são saudáveis e podem substituir as células, degeneradas por essas patologias.

Os tratamentos com células-tronco em ortopedia já são realizados no Brasil e em alguns lugares do mundo. O objetivo é aumentar a regeneração do tecido lesionado (ex.: lesão de cartilagem, lesão muscular) ou diminuir a inflamação de um tecido doente (ex.: tendinite, epicondilite, bursite).

A terapia com as células-tronco pode ser utilizada principalmente no combate a inflamações e dor, visto que essas células estimulam a regeneração celular e podem atuar em lesões nas articulações causadas por osteoartrite, lesões na cartilagem e doenças como a condropatia patelar, que, em geral, são condições tratadas por cirurgias invasivas que demandam um tempo de recuperação maior do paciente e podem afetar sua qualidade de vida.

Quais as indicações do tratamento com células tronco

Situações que requerem melhorar a regeneração do tecido
Tratamento de pseudoartrose (fraturas que não cicatrizaram)
Lesões de cartilagem
Lesões de menisco
Lesão de ligamento
Lesão muscular
Ruptura de tendão

Situações em que o tecido está inflamado e doloroso:
Tendinites
Bursites
Epicondilite
Fasciíte
Artrose (desgaste da cartilagem)

Como é feito o tratamento com as células-tronco

As células-tronco podem ser obtidas da medula óssea, por meio de um aspirado, ou da gordura (abdominal ou inguinal).

Células-tronco obtidas por aspirado de medula óssea

Pode ser realizado em ambiente hospitalar ou no consultório médico, desde que respeitadas as normas de assepsia e antissepsia.
Realiza-se uma anestesia na região de trás da bacia (cintura) e introduz uma agulha dentro do osso da bacia, que é o local onde fica a medula óssea. Com essa agulha, retira-se uma pequena quantidade de sangue, que varia de 5 a 40 ml, e é esse sangue que contém as células-tronco.
Retiradas as células-tronco elas são introduzidas na área do corpo que está doente, como joelho, ombro, quadril, etc.

Células-tronco obtidas por microfragmentação da gordura (bioenxerto de gordura)

Pode ser realizado em ambiente hospitalar ou no consultório médico, desde que respeitadas as normas de assepsia e antissepsia, e com os equipamentos de segurança de monitorização clínica do paciente.
Realiza-se uma anestesia na região abdominal ou inguinal (virilha), introduz-se uma agulha de lipoaspiração, retirando-se a gordura, que é armazenada num recipiente que contém um dispositivo para quebrar a gordura em micropartículas.
Desse modo, produz-se um concentrado de células-tronco provenientes da gordura que pode ser injetado nas áreas doentes do corpo.

Dr. Carlos Vinicius Ortopedista SP

Sobre o Dr. Carlos Vinícius

O Dr. Carlos Vinícius é referência no tratamento por ondas de choque em São Paulo. Formado há mais de 10 anos pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), se especializou em cirurgia do joelho pela Universidade de São Paulo (USP) e finalizou seu doutorado em Ciências da Cirurgia também pela UNICAMP.

Saiba mais

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram
LinkedIn