Mulher com dor no joelho ao correr

Dor no Joelho ao Correr: Entenda e Saiba Como Tratar

Introdução

Dor no joelho é uma queixa comum entre corredores de todos os níveis, desde amadores até atletas profissionais, e consequentemente, essa dor pode variar de um leve desconforto até uma condição debilitante que impede a prática da corrida. Assim, este artigo visa esclarecer as causas, prevenção e tratamentos para a dor no joelho relacionada à corrida.

Causas Comuns à Dor no Joelho ao Correr

Entender as causas por trás da dor no joelho ao correr é essencial para buscar o tratamento correto e evitar recorrências futuras; nesse contexto, as causas mais frequentes incluem:

    • Fratura por estresse: O excesso de carga no joelho que excede a capacidade do organismo de se adaptar e se regenerar produz fraturas nos ossos do joelho (tíbia e fêmur), que podem ser leves ou até mais graves.
    • Dor miofascial: O esforço gerado pela corrida causa fadiga muscular gerando uma crise energética no músculo que o deixa dolorido. A dor muscular resultante dessa dor miofascial pode ser tão grande a ponto de dificultar para andar.
    • Síndrome do estresse tibial medial (canelite): Indo na mesma linha das doenças citadas acima, o estresse da corrida gerado na tíbia pode levar a focos de pequenas fraturas por estresse e dor miofascial que geram esse quadro conhecido como canelite ou periostite.
    • Atrito do trato iliotibial: O trato iliotibial é uma estrutura miofascial (músculo e fáscia) localizada na parte lateral externa da coxa e joelho. Ele pode sofrer atrito no osso do joelho durante a corrida, ficando “inflamado” e dolorido.
    • Osteoartrite: A articulação do joelho sofre desgaste com o tempo, tornando o joelho menos capaz de suportar o estresse da corrida. Isso gera dor e episódios de inchaço no joelho.
  • Deformidades do joelho: Quando o joelho é torto para varo ou valgo, as forças tendem a se distribuir de maneira desigual no joelho, gerando dor durante ou após a corrida.

Sintomas Associados à Dor no Joelho ao Correr

Os sintomas da dor no joelho ao correr podem variar e, por isso, é importante identificá-los para um diagnóstico e tratamento eficazes

  • Dor aguda ou crônica ao redor do joelho.
  • Inchaço e sensibilidade na região afetada.
  • Estalos ou sensação de travamento no joelho.
  • Dificuldade para andar após o treino de corrida.
  • Dor nos pés e na lombar.

Estratégias de Tratamento

Cuidados Imediatos

É fundamental adotar medidas imediatas de cuidado assim que surgirem os primeiros sinais de dor no joelho durante a corrida. Essas medidas incluem:

  • Descanso: Reduzir ou interromper a atividade para permitir a recuperação.
  • Gelo: Aplicar gelo para reduzir o inchaço e a dor.
  • Medicação: Uso de anti-inflamatórios não esteroides, sob orientação médica, pode ser útil.

Consultando um Ortopedista

Se a dor persistir ou se houver preocupações específicas, é vital consultar um médico ortopedista. Este especialista pode realizar uma avaliação detalhada, identificando a causa raiz da dor e recomendando tratamentos personalizados, que podem ir além dos cuidados imediatos.

Reabilitação e Fisioterapia

Sob orientação de um ortopedista, a reabilitação e fisioterapia tornam-se componentes fundamentais para o tratamento e prevenção da dor no joelho ao correr. Algumas abordagens incluem:

  • Exercícios de Fortalecimento: Focar na musculatura das pernas e quadril para oferecer melhor suporte ao joelho.
  • Técnicas de Alongamento: Aumentar a flexibilidade e reduzir a tensão muscular.
  • Correção de Técnica de Corrida: Avaliações e ajustes na postura e mecânica de corrida, muitas vezes sob a supervisão de um profissional.

Alterações no Treinamento

Com base na orientação de um ortopedista, fazer ajustes no regime de treinamento é crucial para prevenir o reaparecimento da dor no joelho. Isso inclui:

  • Gradualidade: Aumentar a intensidade e a duração dos treinos progressivamente.
  • Variação de Superfície: Alternar entre superfícies duras e macias para reduzir o impacto nos joelhos.
  • Adequação do Calçado: Escolher tênis apropriados para a biomecânica do corredor.

 

Procedimentos médicos com o ortopedista

Em muitas situações, é necessário, além das medidas comentadas, realizar procedimentos para ajudar no alívio da dor e prevenir a recorrência da dor.

  • Ondas de Choque: Esse tratamento consiste na emissão de ondas acústicas de alta pressão e energia geradas por equipamentos eletroacústicos. As ondas de choque estimulam o processo de cicatrização dos ossos e músculos doentes, melhorando a dor e permitindo o retorno ao esporte.
  • Proloterapia: Trata-se de uma técnica de infiltração realizada com glicose hipertônica e anestésico. Essa técnica é aplicada pelo ortopedista nos músculos adoecidos, contribuindo para a melhora da dor.
  • Cirurgia: No caso de fraturas de alto risco para não cicatrização ou de fraturas que se deslocaram, é necessário a realização de cirurgia corretiva para fixar a fratura.

 

Prevenção Para Dor no Joelho ao Correr

Manter uma rotina de prevenção é essencial e, nesse sentido, ajuda a evitar a recorrência da dor no joelho entre os corredores

  • Treino Equilibrado: Combinar corrida com exercícios de baixo impacto e fortalecimento muscular.
  • Aquecimento Adequado: Preparar o corpo para o exercício com um aquecimento apropriado.
  • Fisioterapia preventiva: Pode ser realizado para prevenir recorrência da dor
  • Consulta com Especialista em Ortopedia e Esporte: Avaliações periódicas com o ortopedista e até mesmo a realização de ondas de choque de maneira preventiva.

Conclusão

Dor no joelho ao correr é uma condição que requer atenção e cuidado. Dessa forma, com as estratégias corretas de tratamento e prevenção, é possível continuar desfrutando da corrida de forma saudável e sem dor. Além disso, lembre-se de que a saúde do seu joelho é crucial para manter uma rotina ativa de exercícios. Por fim, em caso de dor persistente, procure sempre a orientação de um médico ortopedista especializado.

Dr. Carlos Vinicius Ortopedista SP

Sobre o Dr. Carlos Vinícius

O Dr. Carlos Vinícius é referência no tratamento por ondas de choque em São Paulo. Formado há mais de 10 anos pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), se especializou em cirurgia do joelho pela Universidade de São Paulo (USP) e finalizou seu doutorado em Ciências da Cirurgia também pela UNICAMP.

Saiba mais

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram
LinkedIn