dor na coluna

Ondas de choque para dor na coluna


Na ortopedia, a maior queixa dos pacientes é dor na coluna. Mesmo os pacientes que vêm tratar comigo do joelho, ou outra condição, quase sempre têm dor na coluna. No mundo, 80% das pessoas tem ou terá dor na coluna. Se você está lendo esse texto, você deve fazer parte dessa estatística, assim como eu sou também!


TIPOS DE DOR NA COLUNA


A coluna pode doer em 3 regiões: lombar, cervical e torácica. Muitos pacientes têm dor nas 3 regiões. A dor, às vezes, começa na região lombar e sobe pra região cervical, e vice-versa. Mas a dor pode também acontecer, ora na lombar, ora na cervical, ora na torácica. Você também pode sentir dor que começa no centro da coluna e irradia para os braços ou pernas.

Quando a dor melhora com o exercício e é mais no centro da coluna, normalmente a causa é mais relacionada à dor miofascial (da musculatura) e artrose facetaria (desgaste da articulação).

De outro modo, quando a dor piora com o movimento e irradia para os membros, normalmente a causa está relacionada à compressão de nervo por hérnia de disco, estenose do canal neural ou estenose medular.


SOFRIMENTO DE QUEM TEM DOR NA COLUNA


O maior problema de quem tem dor na coluna é ter que conviver com isso todo dia. O tratamento é contínuo, igual tratar pressão alta e diabetes. Se não se cuidar, volta a ter crise na coluna.

Outro problema é que a dor na coluna pode descompensar outras áreas do corpo. Então, você começa por exemplo com dor na lombar e depois fica com dor nos glúteos também. Essa é a chamada dor miofascial.

Algumas pessoas ficam deprimidas pela dor e acabam desenvolvendo fibromialgia.

Por isso, não deixe de tratar sua dor com um ortopedista especialista.


TRATAMENTO CONVENCIONAL DA DOR NA COLUNA


O tratamento inicial consiste em:

  • Fisioterapia
  • Analgésicos
  • Anti-inflamatórios
  • Pilates
  • Acupuntura
  • Exercícios
  • Correção da ergonomia

Em 60% a 80% dos casos, o tratamento convencional é suficiente. Para os 20% a 40% dos pacientes que mantêm dor, existem opções de tratamento “avançado”, como a denervação (ou neurotomia) por radiofrequência e ondas de choque.

Para saber mais sobre denervação por radiofrequência, acesse o texto que preparei pra você.


ONDAS DE CHOQUE PARA TRATAR DOR NA COLUNA


Antes de mais nada, as ondas de choque não são choque elétrico. Além disso, elas não têm nada a ver com o “choquinho” da fisioterapia. As ondas de choque são ondas de ultrassom mais potentes, capazes de desinflamar e regenerar tecidos. É o ortopedista que realiza esse tipo de tratamento.

Até 95% dos pacientes se beneficiam das ondas de choque para tratar dor na coluna. Os estudos demonstram que as ondas de choque melhoram mais de 30% da dor na primeira semana após o tratamento, atingindo melhora superior a 70% nos meses subsequentes por pelo menos 3 meses.

O tratamento é realizado no próprio consultório, sem necessidade de anestesia geral. Para os pacientes com hiperalgesia (dor intensa), realizo anestesia local. Conforme o caso, oriento o paciente a não realizar esforços por 1-7 dias.

Acha que pode ser útil pra você? Verifique com um ortopedista especialista se você tem indicação para usar as ondas de choque para tratar a dor na sua coluna.

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram
LinkedIn