prótese de joelho

É perigoso fazer prótese de joelho em maiores de 70 anos?


A idade não é fator de risco para complicações após uma cirurgia para implantar uma prótese de joelho. Se considerarmos o risco de morte, ele é o mesmo para quem tem 70 ou 90 anos, ou 60 anos: é de 0.1% somente.

Veja que a cirurgia para colocar a prótese de joelho (chamada de artroplastia de joelho) é um procedimento de grande porte. E, mesmo assim, o risco de morte é de apenas 0.1%.


Deixar de operar é mais perigoso do que operar


Por outro lado, quem deixa de operar e opta por conviver com dor, tem um risco dobrado de morrer em relação às pessoas que operam. Isso ocorre porque a dor faz mal a sua saúde. Ela sobrecarrega seu coração e demais órgãos do corpo porque libera substâncias que alteram negativamente o funcionamento dos órgãos. 

Em outras palavras, a cirurgia para colocar a prótese no joelho pode “salvar sua vida”. Claro que não devemos sair operando todo mundo. Existem critérios técnicos para se indicar a artroplastia de joelho. Desse modo, ela terá mais benefícios do que riscos. Afinal, se a cirurgia fosse nociva nós nem a indicaríamos.


A cirurgia pode ser perigosa, mas não depende da idade


Os fatores que aumentam o risco de uma cirurgia são as doenças que você possui, como hipertensão, diabetes, histórico de infarto ou de acidente vascular cerebral (AVC), doença pulmonar, entre outros.

Por isso, não se deve fazer cirurgia sem uma boa avaliação pré-operatória. Toda cirurgia tem riscos, por menor que seja. Assim, antes de operar, é necessário fazer o que chamamos de “avaliação de risco cirúrgico”. Nessa avaliação, fazemos um check-up e elencamos todas as suas doenças.

Com base nessas informações, você receberá uma pontuação que definirá qual seu risco para fazer a artroplastia de joelho.


O hospital é o local mais seguro para sua saúde


Quando você vai operar, levamos você ao centro cirúrgico, que é o local preparado para realizarmos cirurgias. No centro cirúrgico, existem as salas de cirurgia, que são locais extremamente limpos e equipados com aparelhos que vão monitorizar todos os seus sinais vitais fulltime.

Nenhuma informação importante sobre seu corpo é perdida. As informações são captadas pelos equipamentos e anotadas pela equipe médica periodicamente. Desse modo, qualquer alteração é identificada prontamente, permitindo que seja controlada imediatamente.

Somado a isso, existem pelo menos 10 profissionais que cuidarão de você pelo período que estiver sendo operada e após a cirurgia. A equipe é composta pelo ortopedista, anestesista, intensivista, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeuta e nutricionista.

Seguimos também todos os protocolos de cirurgia segura para que o procedimento ocorra da melhora maneira possível e que você possa melhorar sua qualidade de vida.

Por isso, não deixe de operar por medo. Consulte-se com o ortopedista especialista para avaliação do seu caso e indicação do tratamento para a artrose do seu joelho. Cuide-se e previna-se!

O Dr. Carlos Vinicius Buarque de Gusmão é ortopedista, especialista em Joelho, ondas de choque e Tratamentos Minimamente Invasivos (infiltração, denervação, PRP e Bloqueio dos geniculares) e atende em São Paulo, na Vila Mariana e no Morumbi. Se quiser tirar suas dúvidas, clique aqui.

Dr. Carlos Vinícius Buarque de Gusmão 

Ortopedista Especialista em Joelho

CRM: 140.189 TEOT: 13.130 RQE: 58671

Dr. Carlos Vinicius Ortopedista SP

Sobre o Dr. Carlos Vinícius

O Dr. Carlos Vinícius é referência no tratamento por ondas de choque em São Paulo. Formado há mais de 10 anos pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), se especializou em cirurgia do joelho pela Universidade de São Paulo (USP) e finalizou seu doutorado em Ciências da Cirurgia também pela UNICAMP.

Saiba mais

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram
LinkedIn