Plasma Rico em Plaquetas

Já ouviu falar em PRP (plasma rico em plaquetas)?


Você já foi apresentado ao Plasma rico em plaquetas (PRP)? Alguém já mencionou esse tratamento pra você?

Se não, eu já te adianto que ele serve para tratar tendinite, artrose e diversos tipos de lesões (ex.: lesão de músculos, ossos, cartilagem, menisco, pele…) de variados locais como quadril, joelho, pé, cotovelo, etc. Se você tem algum desses problemas, continue lendo porque isso pode lhe ser útil.

O sangue possui vários componentes, que ficam misturados, conferindo sua coloração avermelhada. Esses componentes podem ser separados em 3 partes principais:

  • As hemácias (glóbulos vermelhos), que é vermelho escura;
  • O plasma, que é a parte mais cristalina, meio amarelada;
  • E a camada leucoplaquetária, que fica no meio das outras duas.

A camada leucoplaquetária é a parte que contém plaquetas, as células que auxiliam a coagulação do sangue quando sofremos algum sangramento. O interessante disso é que a função das plaquetas não se restringe somente à coagulação do sangue. As plaquetas possuem mais de 300 proteínas, muitas das quais auxiliam a melhorar a dor, diminuir a inflamação e regenerar tecidos.

Como só precisamos da parte do sangue que contém as plaquetas, existe um processo que fazemos para separar somente essa parte e deixar só um pouco de plasma, o suficiente para diluir as plaquetas e injetá-las na área doente. O nome desse preparado, que contém poucos mililitros de plasma e bastante plaquetas, é Plasma Rico em Plaquetas, que abreviamos como PRP.

Se você tem algum problema relacionado a artrose, tendinites e lesões, verifique com o ortopedista especialista se há indicação para o uso do Plasma Rico em Plaquetas. Cuide-se e previna-se!

Dr. Carlos Vinicius Ortopedista SP

Sobre o Dr. Carlos Vinícius

O Dr. Carlos Vinícius é referência no tratamento por ondas de choque em São Paulo. Formado há mais de 10 anos pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), se especializou em cirurgia do joelho pela Universidade de São Paulo (USP) e finalizou seu doutorado em Ciências da Cirurgia também pela UNICAMP.

Saiba mais

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram
LinkedIn