Ondas de choque para tendinites no joelho

Ondas de choque para tendinites no joelho


A tendinite mais frequente no joelho é a do tendão patelar. Esse tendão fica na parte da frente do joelho e é muito comum em pessoas que realizam atividades de salto ou de agachamento.

Outras tendinites que podem ocorrer no joelho são do tendão do quadríceps e da pata de ganso (conjunto formado pelos tendões do sartório, grácil e semitendíneo).

Existe também uma entidade “especial” chamada de atrito do trato iliotibial, comum em corredores, que também causa dor no joelho. Para mais informações sobre essa moléstia, acesse a sessão específica.


DIFICULDADES CAUSADAS PELAS TENDINITES NO JOELHO


Normalmente, as tendinites causam dor na parte da frente do joelho, mas podem também se espalhar pela perna e chegar até o pé. Quando isso ocorre, é mais comum que seja a tendinite da pata de ganso.

O problema da tendinite no joelho é que, quando não tratada, começa a afetar outras regiões da perna, gerando pontos de gatilho de dor e dor miofascial que atingem a musculatura da panturrilha e da coxa. Por conta disso, você começa a andar diferente e acaba “atacando” também a coluna.

Por isso, é bem comum que os pacientes me procurem com dor em vários locais do corpo.


TRATAMENTO INICIAL PARA AS TENDINITES NO JOELHO


Sempre começamos pelo básico porque ele resolve de 50% a 70% dos casos:

  • Fisioterapia
  • Alongamento
  • Fortalecimento
  • Modificação e correção da atividade física
  • Infiltração local de medicamento

Os pacientes ficam muito frustrados quando o tratamento inicial não melhora. Principalmente, porque a opção cirúrgica é mais agressiva.

Hoje, a frustração é menos frequente (menos de 5%), pois dispomos de outros tratamentos mais “avançados” como as ondas de choque e o plasma rico em plaquetas.


ONDAS DE CHOQUE PARA TRATAR TENDINITE NO JOELHO


Antes de mais nada, as ondas de choque não são aquele “choquinho” feito na fisioterapia. Elas são, na verdade, ondas de ultrassom mais potentes capazes de desinflamar e auxiliar na cicatrização dos tecidos. É o ortopedista que realiza esse tipo de tratamento.

Cerca de 90% dos pacientes apresentam bons resultados com o tratamento por ondas de choque. A dor melhora, em média, 70% por pelo menos 6 meses. Devemos lembrar que esses pacientes já não tinham melhorado com o tratamento inicial padrão (fisioterapia, medicamentos, etc.); ou seja, do total, mais de 95% dos pacientes conseguem obter alívio dos sintomas.

O tratamento é feito no próprio consultório sem necessidade de internação para anestesia geral. Quando o paciente está com muita dor, realizo uma anestesia local. 

Após a sessão, recomendo evitar esforço no joelho por cerca de 7 dias. Após, o paciente pode retomar suas atividades gradativamente conforme os resultados.

Acha que pode ser útil pra você? Verifique com um ortopedista especialista se você tem indicação de tratar a tendinite do seu joelho com as ondas de choque.

Dr. Carlos Vinicius Ortopedista SP

Sobre o Dr. Carlos Vinícius

O Dr. Carlos Vinícius é referência no tratamento por ondas de choque em São Paulo. Formado há mais de 10 anos pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), se especializou em cirurgia do joelho pela Universidade de São Paulo (USP) e finalizou seu doutorado em Ciências da Cirurgia também pela UNICAMP.

Saiba mais

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram
LinkedIn