meniscos

Saiba quando é necessário costurar os meniscos


Imagina que você tem uma mochila muito útil, que você usa muito e que não vai ser fácil arranjar outra igual caso você a perca. Um belo dia, talvez por um acidente, ou pelo próprio uso, essa mochila rasga numa parte dela. O que você faz?

  1. Joga fora.
  2. Joga fora só a parte rasgada e tenta aproveitar o que sobrou.
  3. Deixa como está.
  4. Tenta costurar.

Eu escolho a opção 4.

Com os meniscos, é a mesma coisa. Eles são muito importantes, muito úteis e usamos todos os dias.


Importância dos meniscos



Quando você corre, cada joelho suporta de 3 a 5 vezes o peso do seu corpo. Para alguém que pesa 70kg, cada joelho vai carregar até 350kg. Os meniscos conseguem amortecer até 60% das forças; ou seja, seu joelho vai carregar 140kg: um alívio, não?

Além disso, os meniscos auxiliam a estabilizar o joelho; e a deixar o joelho mais firme. Um joelho frouxo, sofre mais impactos e desgasta mais rápido.

Outra função dos meniscos é auxiliar na lubrificação do joelho. Quanto melhor a lubrificação, menor atrito entre a cartilagem dos ossos do joelho. Por conseguinte, quanto menor o atrito, menor o desgaste do joelho.

Em resumo, os meniscos protegem o joelho do desgaste. Quando o joelho está desgastado, nós chamamos isso de artrose. O problema da artrose não é somente a articulação estar desgastada, é ter dor e deformidade.


Problemas causados pelas perdas dos meniscos


A dor provocada pela artrose impossibilita você de correr, dançar, pular, etc. O problema não para por aí: com o avanço da artrose, você fica limitado pra coisas bem básicas como fazer compras, caminhar, ficar em pé, subir escada. É muito duro! Tem gente que fica deprimido por causa disso.

Não bastasse a dor, a artrose causa deformidade; i.e, o joelho fica torto. Como resultado, os ligamentos do joelho começam a enfraquecer, tornando o joelho instável e prejudicando a sua capacidade de andar.


Como salvar seu joelho da artrose


No século passado, retirava-se TODO o menisco, que é a alternativa A do início desse texto. O problema é que isso quadruplica as cargas que incidem sobre o joelho.

Depois que foi constatado esse malefício, a medicina evoluiu e passamos a retirar só a parte machucada, que é a alternativa B. Mas, ainda assim, os resultados não eram tão bons. O paciente continuava com taxa elevada de artrose.

Simplesmente não fazer nada, que é a alternativa C, não é uma boa por 2 motivos principais. O primeiro é que algumas lesões, como as radiais, equivalem a remover todo o menisco.; ou seja, quadruplica as forças! Segundo que a permanência de uma lesão no menisco provoca dor e inflamação dentro do joelho.

Por isso, a melhor alternativa é suturar o menisco. Suturar é um termo técnico que significa costurar, reparar. Essa cirurgia dá a chance do menisco cicatrizar, diminui a dor e diminui o risco de desenvolver artrose. A taxa de sucesso da cirurgia é superior a 80%.


Indicações de sutura (costura) do menisco


Atualmente, é mais fácil dizer quando a cirurgia NÃO está indicada. Ela não está indicada quando o paciente já tem artrose no joelho e a lesão do menisco é do tipo degenerativa. Lesão degenerativa é quando o menisco também está desgastado.

Imagina se aquela mesma mochila que eu comentei no início do texto já estiver velha, com muitos anos de uso. Por mais que você tente costurar, ela vai rasgar. Pior que isso: durante a tentativa de costurar, ela pode rasgar ainda mais, porque o tecido dela já está envelhecido, degenerado.

Já outras situações estão bem indicadas, como:


  • Menisco discoide: que é uma anomalia nos meniscos, principalmente de crianças;
  • Lesão traumática (por pancada ou entorse);
  • Lesões agudas (recentes): normalmente, o formato da lesão é oblíquo, radial ou longitudinal;
  • Lesões crônicas (antigas) em pacientes mais jovens e sem artrose: normalmente, o formato da lesão é horizontal. Essa indicação é mais recente e precisa ser avaliada individualmente (caso a caso).

E aí? Será que você tem indicação de suturar o seu menisco? Consulte-se um ortopedista especialista. Cuide-se e previna-se!

Dr. Carlos Vinicius Ortopedista SP

Sobre o Dr. Carlos Vinícius

O Dr. Carlos Vinícius é referência no tratamento por ondas de choque em São Paulo. Formado há mais de 10 anos pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), se especializou em cirurgia do joelho pela Universidade de São Paulo (USP) e finalizou seu doutorado em Ciências da Cirurgia também pela UNICAMP.

Saiba mais

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram
LinkedIn