tendões

Tratamentos para tendinite e tendinose

Você sabia que o nosso corpo conta com dezenas de tendões? Pois é, eles são extremamente importantes para que os movimentos do nosso corpo sejam realizados. Ao longo do tempo, devido a movimentos repetitivos e intensos, os tendões podem inflamar.

Quando essa inflamação acontece, ela é conhecida como tendinite. Além disso, quando a tendinite não é tratada corretamente, ocorre um processo de degeneração do tendão, conhecido como tendinose. Isso é bastante perigoso, pois pode causar a ruptura do tendão.

Para ambos os casos existe tratamento e o diagnóstico precoce é a melhor coisa para o sucesso. Veja quais são os tratamentos para tendinites e tendinose e veja como eles podem ser eficientes.

Tratamentos

Ao longo dos anos, foram desenvolvidos diversos tipos de tratamentos não cirúrgicos, que visam a cura e a melhor qualidade de vida dos pacientes. Embora não haja a necessidade de cirurgia, isso não dispensa o cuidado ao longo do tratamento. Por isso, o ortopedista deve orientar o paciente para seguir as recomendações do médico para alcançar o resultado desejado.

Ondas de choque

O tratamento com ondas de choque é indicado para tendinites e tendinose, quando o paciente não apresenta melhora, mesmo utilizando o tratamento convencional. E que tratamento convencional é esse? Geralmente, consiste em:

  • Fisioterapia;
  • Alongamento;
  • Fortalecimento;
  • Mudança em alguns hábitos;
  • Modificação da atividade física.

Para quem sofre com esse problema, com o tratamento a dor melhora em 90% e os resultados se mantêm, em média, por pelo menos 1 ano. Como esse tratamento estimula o processo de reparação e cicatrização, diminui as chances de acontecer uma tendinose. 

Mesmo que o paciente já venha com o quadro de ruptura desse tendão, através da avaliação médica, as ondas de choque podem complementar o tratamento e ajudar na cicatrização e melhora do movimento.

Infiltração com plasma rico em plaquetas (prp)

O tratamento com plasma rico em plaquetas é indicado para pessoas que sofrem com tendinite, mas também para outros casos, como por exemplo: lesão na cartilagem, lesão no osso, menisco, artrose e lesão no músculo.

As plaquetas ajudam a diminuir a inflamação, dor e colaboram para a cicatrização. Para que o tratamento seja realizado, as plaquetas recebem uma pequena quantidade de plasma, pois isso ajuda na inoculação na área afetada.

Para verificar se esse tratamento pode ser a solução, antes de tudo, somente um ortopedista pode fazer a avaliação e aplicação desse tipo de procedimento.

Plasma rico em fibrina (prf)

O tratamento com plasma rico em fibrina (prf) também pode ser uma solução para tendinites e tendinose. Isso porque o plasma rico em fibrina oferece ao paciente uma cicatrização melhor. Então, em casos de tendinite, esse tratamento pode ser bastante eficiente.

Células tronco da medula óssea

Já faz tempo que o uso das células tronco da medula óssea é utilizado para diversos tipos de tratamentos. E especialistas começaram o estudo para tratamento da tendinite em equinos e com os avanços, o tratamento passou a ser disponível também em humanos. Dessa forma, o tendão danificado passa por um processo de regeneração, aliviando os sintomas das dores.

Bioenxerto de gordura

O bioenxerto de gordura é utilizado justamente para as partes que sofreram algum desgaste. Como a degeneração pode ocorrer, caso a tendinite não seja devidamente tratada, esse pode vir a ser um tratamento utilizado.

Ácido hialurônico

A aplicação do ácido hialurônico ajuda a produzir o próprio ácido hialurônico e outras proteínas regenerativas. Sendo assim, ajuda a recuperar o tendão que está lesionado, também colaborando com a redução da produção de citocinas inflamatórias.

Mesoterapia

A mesoterapia é um tratamento, em que a técnica consiste na aplicação de medicamentos, em doses baixas, entre a epiderme e a derme. Seu objetivo é tratar a dor e inflamação de um determinado local, por isso, é indicada para o tratamento de tendinite.

Quais lugares do corpo a tendinite pode afetar

Quando se fala em tendinite, é comum pensar somente nas mãos, entretanto, esse tipo de inflamação pode afetar outras áreas, como por exemplo:

Joelho

Conhecida também como tendinite patelar ou joelho saltador, essa é uma lesão de sobrecarga, que afeta o tendão que liga a patela ao osso da canela. Bastante comum em pessoas que praticam atividades físicas, seu principal sintoma é a dor localizada baixa do osso da patela no tendão. A pessoa pode sentir a dor durante ou após a atividade física.

Ombro

A tendinite no ombro é a inflamação que afeta algum tendão da área e além de dor, pode causar formigamento e dificuldade de levantar o braço. Pode afetar pessoas que fazem movimentos repetitivos, como na natação, mas também, profissionais de costura.

Cotovelo

A tendinite nessa região, além da dor, a pessoa também pode sentir sensibilidade a toques na região. Também pode ser ocasionada por causa de movimentos repetitivos.

Se você já sentiu algum desses sintomas, não ignore. A dor e dificuldade de se movimentar podem atrapalhar a sua rotina no dia a dia e acabar tornando essa inflamação em algo mais grave, como a tendinose. Por isso, consulte um ortopedista especializado para te ajudar!

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram
LinkedIn