Osgood-Schlatter

Esta é uma das causas mais comuns de dor no joelho em crianças e adolescentes


As crianças e adolescentes praticam muitas atividades que envolvem alto impacto sobre as articulações, como saltos, chutes e arrancadas. Entretanto, existe uma fase da vida da criança em que uma região dos seus ossos fica mais frágil. Essa região se chama apófise.


O que é apófise?


A apófise é uma protuberância óssea onde um tendão se insere. No joelho, temos a tuberosidade anterior da tíbia, que é aquela parte mais levantada na frente do joelho, situada logo abaixo do tendão patelar.

É justamente na tuberosidade anterior da tíbia que o tendão patelar se insere, permitindo que seu filho possa esticar o joelho, pra correr por exemplo.


Qual o problema das atividades de impacto para o joelho de uma criança?


Os tendões funcionam como uma corda que puxa o osso. Por exemplo, o tendão patelar puxa a tíbia (osso da perna), possibilitando que a criança estenda o joelho.

Quando seu filho corre, salta, chuta ou realiza qualquer atividade que envolva estender o joelho COM FORÇA, o tendão patelar traciona a tuberosidade anterior da tíbia, que é a apófise do joelho.

Imagina a criança fazendo isso várias vezes no dia, vários dias da semana… Isso gera um estresse grande na apófise da tíbia e pode ocasionar o que chamamos de apofisite, conhecida também como Doença de Osgood-Schlatter.


O que é a Doença de Osgood-Schlatter


Essa moléstia é uma das maiores causas de dor na parte da frente do joelho de crianças e adolescentes. Ela consiste na apofisite (inflamação da apófise) da tuberosidade anterior da tíbia.

Como resultado, essa região do joelho, que já é normalmente levantada, pode ficar ainda mais levantada, parecendo um “caroço” na parte da frente do joelho.

Ela é mais comum na fase de estirão de crescimento, quando as apófises ficam mais frágeis e suportam menos a tração do tendão.


Problemas de se ter a doença de Osgood-Schlatter


A doença de Osgood-Schlatter causa dor no joelho do seu filho e pode requerer afastamento temporário das atividades esportivas para que a apófise possa se recuperar adequadamente.

Na maioria dos casos, a apofisite melhora dentro de alguns meses com o tratamento não cirúrgico. Entretanto, em casos mais raros, a doença pode persistir até a idade adulta e requerer outros procedimentos como as ondas de choque e a cirurgia.

Se seu filho apresentar dor no joelho, leve-o à consulta com o ortopedista especialista. Pode ser Osgood-Schlatter, uma das maiores causas de dor na infância. Cuide de quem você ama!

Dr. Carlos Vinicius Ortopedista SP

Sobre o Dr. Carlos Vinícius

O Dr. Carlos Vinícius é referência no tratamento por ondas de choque em São Paulo. Formado há mais de 10 anos pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), se especializou em cirurgia do joelho pela Universidade de São Paulo (USP) e finalizou seu doutorado em Ciências da Cirurgia também pela UNICAMP.

Saiba mais

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram
LinkedIn