Downloader.la-6421acaccc587

Plica sinovial: o que é, tipos e tratamentos

As plicas sinoviais do joelho são membranas que ficam dentro da cavidade do joelho, a sinóvia, que é o tecido que recobre internamente a articulação. Elas são variações anatômicas muito comuns e que geralmente não causam problemas. Porém, quando elas ficam grandes, podem trazer prejuízos à saúde. Veja a seguir, mais informações.

Saiba mais sobre as plicas sinoviais

A plica sinovial é uma membrana que todos os seres humanos possuem e fica nas regiões superiores, interna e externa do joelho. O tecido que é essa membrana começa a involuir, ou seja, dobrar para dentro, quando ainda somos um feto, entre 8 e 12 semanas de crescimento e é reabsorvido.

Porém, existem casos em que essa reabsorção não acontece e ocorre a formação da plica. O problema acontece quando ocorre a invaginação da membrana, dessa forma, as plicas se interpõem entre os ossos ou ficam inflamadas, o que causa a dor, atrito com a cartilagem e estalos.

Principais sintomas

As plicas sinoviais geralmente são assintomáticas, ou seja, a pessoa não sente nenhum sintoma. Por isso, muitos casos são descobertos por acaso, em algum exame de imagem do joelho. Mesmo assim, alguns sintomas podem aparecer, como:

  • Estalos;
  • Dor;
  • Atrito com as estruturas do joelho.

Quando ocorre esse atrito, isso pode causar lesões na cartilagem, dessa forma, o paciente também pode sentir inchaço, dificuldade de mobilização e travamento.

Tipos de plica sinovial

Existem 4 tipos de plicas sinoviais e elas são nomeadas de acordo com a localização, por exemplo:

  • Plica sinovial lateral ou plica parapatelar lateral;
  • Medial ou parapatelar medial;
  • Suprapatelar;
  • Infrapatelar.

Diagnóstico e tratamento da plica sinovial no joelho

O diagnóstico é feito com a ajuda de exames de imagem, como ultrassonografia e ressonância nuclear magnética. Além disso, também é preciso conhecer o histórico do paciente e sintomas para confirmar o problema.

Para o tratamento, pode ser indicada a reabilitação com fisioterapia para proporcionar o fortalecimento e estabilização do joelho. Dessa forma, é possível diminuir a sobrecarga e atrito que acontece sobre a região da plica.

Outro tratamento é a aplicação de corticoide entre a articulação ou fazer uma infiltração guiada por ultrassom. Esse tratamento contribui para ótimos resultados a médio e longo prazo. O médico também pode recomendar uso de medicamentos, como analgésicos e anti-inflamatórios.

Em alguns casos, quando há a persistência dos sintomas mesmo após os tratamentos citados, é indicado a realização da Artroscopia, uma cirurgia minimamente invasiva no joelho. Esse é um procedimento realizado por câmera que é colocada na articulação.

Como esse problema pode ser assintomático, é importante fazer exames de rotina de prevenção, assim, caso venha sentir dor ou inchaço, o tratamento pode ser realizado o mais cedo possível.

Dr. Carlos Vinicius Ortopedista SP

Sobre o Dr. Carlos Vinícius

O Dr. Carlos Vinícius é referência no tratamento por ondas de choque em São Paulo. Formado há mais de 10 anos pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), se especializou em cirurgia do joelho pela Universidade de São Paulo (USP) e finalizou seu doutorado em Ciências da Cirurgia também pela UNICAMP.

Saiba mais

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram
LinkedIn