Downloader.la-6421e1f1ea1af

Você sabe o que é entorse no tornozelo? Conheça mais sobre os tratamentos para essa lesão!

A entorse do tornozelo é uma lesão que ocorre devido a um movimento brusco que provoca um estiramento ou ruptura de ligamentos e tendões do tornozelo. 

Essa é uma das lesões musculoesqueléticas mais frequentemente encontradas na população, sendo bastante comum em atletas de futebol, basquete e vôlei, correspondendo a cerca de 10% a 15% de todas as lesões esportivas. 

A entorse do tornozelo pode evoluir com complicações, com vários graus de limitação funcional, já que pode comprometer a estabilidade da região.

Em geral, a lesão ocorre quando o indivíduo “pisa em falso” e tem uma inversão do pé, geralmente quando está caminhando em um terreno irregular ou com degrau.

Principais sintomas

Os principais sintomas de entorse no tornozelo são:

  • Dor intensa no tornozelo, que melhora com o tempo;
  • Dificuldade para caminhar ou colocar o pé no chão;
  • Inchaço da parte lateral do pé;
  • Mancha roxa na pele, que pode surgir até 48 horas depois da torção;
  • Sensibilidade ao tocar na região lateral do tornozelo e do pé;
  • Pequena elevação da temperatura no local afetado.

Gravidade da entorse de tornozelo

A entorse do tornozelo pode ser classificada em 3 graus diferentes:

  • Grau I (leve): caracterizada pelo estiramento do ligamento do tornozelo, resultando em sintomas mais leves como dor no tornozelo, leve aumento da sensibilidade local e inchaço;
  • Grau II (moderado): caracterizada pela ruptura parcial do ligamento do tornozelo, tornando o mais sensível, é notado um maior inchaço e dor para colocar o pé no chão;
  • Grau III (grave): caracterizada pela ruptura total do ligamento, causando muita dor, dificuldade para colocar o pé no chão e movimentar o tornozelo e o pé e maior sensibilidade ao toque.

Quais são as possíveis complicações da entorse do tornozelo? 

Alguns pacientes permanecem com dor ou instabilidade após seis meses do tratamento da lesão ligamentar aguda. 

Em geral, a entorse pode causar outras lesões como lesão osteocondral, lesão dos tendões fibulares, lesão de nervos e inflamações na tíbia; por isso, a investigação diagnóstica destes pacientes deve ser realizada pelo exame clínico associado a métodos diagnósticos de imagem, que ajudam a tratar essas complicações.

Diagnóstico

Para confirmar o diagnóstico desse tipo de lesão, é necessário que o paciente procure ajuda de um médico ortopedista, que avaliará os sintomas apresentados pelos pacientes. 

O médico também solicitará exames de imagem como o raio-x e a ressonância magnética, que avaliarão o grau da entorse e as lesões associadas, direcionando o tratamento mais adequado.

Tratamento 

Os tratamentos para entorse do tornozelo podem variar conforme o grau da entorse. Entre esses tratamentos, podemos citar desde um simples repouso do tornozelo e uso de medicamentos contra a dor por alguns dias e fisioterapia, desde técnicas como infiltração com ácido hialurônico e plasma rico em plaquetas.

Repouso, fisioterapia e medicamentos contra a dor 

Em quadros mais leves, recomenda-se que o paciente coloque uma compressa de gelo na região e deixe os pés para o alto, tentando se manter em repouso por alguns dias. 

Também pode-se recomendar a fisioterapia nos casos em que o paciente encontra muita dificuldade para andar, sendo um indicativo de estiramento ou rompimento dos ligamentos da região. 

Durante o tratamento de fisioterapia, serão realizados exercícios de alongamento e fortalecimento para evitar uma nova entorse, além de técnicas para auxiliar na diminuição do inchaço e cicatrização dos tecidos lesionados (tendões, ligamentos e nervos). Quando a região está bem dolorida, ainda é possível recomendar o uso de medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos para aliviar as dores. 

Além disso, o paciente também pode recorrer às técnicas de infiltração de ácido hialurônico na região e de plasma rico em plaquetas quando os casos são mais severos.  

Infiltração com ácido hialurônico

A infiltração com ácido hialurônico é um dos tratamentos mais conhecidos para inflamações e lesões musculoesqueléticas. O ácido hialurônico é uma substância natural do nosso corpo responsável por revestir cartilagens e articulações. 

Nos ligamentos e tendões, o ácido hialurônico diminui a inflamação, melhora o metabolismo das células da região e contribui para a regeneração das mesmas. Por isso, a infiltração no tornozelo diminui a dor, proporciona melhora na mobilidade do joelho e diminui o inchaço.

Como é feito o tratamento com a infiltração?

O tratamento consiste na injeção de ácido hialurônico em torno do ligamento ou tendão lesionados. O procedimento é feito com anestesia local, no próprio consultório do médico ortopedista, com o uso de um ultrassom para que o médico visualize o ligamento a ser tratado. 

É um procedimento bastante simples e rápido, que não costuma levar mais do que 10 minutos e deve ser feito na própria clínica do ortopedista. 

Plasma rico em plaquetas (PRP)

O plasma rico em plaquetas também é uma substância que pode ser utilizada na infiltração do tornozelo após uma entorse. É uma estratégia que vem sendo cada vez mais utilizada no tratamento de lesões musculoesqueléticas, pois auxilia na regeneração dos tecidos, melhora da dor, diminuição do inchaço e otimiza a recuperação. 

O plasma rico em plaquetas consiste na parte “líquida” e clara do sangue, composta majoritariamente de água e proteínas, mas sem hemácias.

É também no plasma que encontramos as plaquetas, responsáveis pela cicatrização em cortes e outras lesões nas quais há sangramento.

O tratamento com plasma rico em plaquetas consiste em utilizar o plasma do próprio paciente para estimular a cicatrização e a recuperação em outras áreas do corpo, como o tornozelo.

Por ser uma injeção do plasma da própria pessoa, o procedimento é pouquíssimo invasivo, com chances mínimas de rejeição e efeitos adversos, mas pode auxiliar  na recuperação da entorse.

O procedimento também é realizado no consultório do médico ortopedista, com anestesia local e com ultrassom para que o ortopedista veja melhor o local a ser tratado e aumente a acurácia e eficácia do procedimento.

Para saber mais sobre o tratamento para a entorse de tornozelo, consulte-se com o ortopedista. Cuide-se e previna-se!

O Dr. Carlos Vinícius Buarque de Gusmão é ortopedista, especialista em Joelho e tratamentos para dor., ondas de choque e Tratamentos Minimamente Invasivos (infiltração, denervação, PRP e Bloqueio dos geniculares) e atende na cidade de em São Paulo, na Vila Mariana. 

Dr. Carlos Vinicius Ortopedista SP

Sobre o Dr. Carlos Vinícius

O Dr. Carlos Vinícius é referência no tratamento por ondas de choque em São Paulo. Formado há mais de 10 anos pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), se especializou em cirurgia do joelho pela Universidade de São Paulo (USP) e finalizou seu doutorado em Ciências da Cirurgia também pela UNICAMP.

Saiba mais

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Telegram
LinkedIn